I – DAS FINALIDADES

Artigo 01 – O presente regulamento tem como finalidade orientar, organizar e regulamentar a COPA DENTAL CREMER 2016, categoria principal masculina de futebol sete society, organizado pela DENTAL CREMER PRODUTOS ODONTOLÓGICOS S/A.

 

II–DAS DISPOSIÇÕES PRELIMIRARES

Artigo 02 – A COPA DENTAL CREMER 2016 será regida pelas regras Oficiais da Confederação Brasileira de Soccer Society, pelo código Desportivo desta modalidade, o CBJD e por este regulamento, exceto o tempo de jogo.

Artigo 03 – Participarão da COPA DENTAL CREMER 2016 equipes pertencentes há atléticas filiadas a universidades de odontologia no Brasil.

 

III – DO EVENTO

Artigo 04 – A COPA DENTAL CREMER 2016 tem por finalidade a prática desportiva desta modalidade de forma organizada e sadia, propiciando seu desenvolvimento.

Artigo 05 – FORMA DE DISPUTA

Serão 16 equipes divididas jogando em formato eliminatório onde as partidas serão disputadas em eliminatória simples até a FINAL do torneio, sendo disputadas pelas 2 (duas) últimas equipes vencedoras.

Se os jogos terminarem empatados, serão definidos os vencedores através de 03 (três) cobranças alternadas de PENALTIS para cada equipe. Se permanecer empatada a disputa, serão cobrados PENALTIS alternados até que se obtenha um vencedor.

  • 1 – Será considerada 3ª colocada da competição, a equipe que na fase semifinal, for eliminada pela equipe que sagrar-se campeã desta competição.

 

IV – DAS INSCRIÇÕES E PARTICIPAÇÃO DE ATLETAS E MEMBROS DA COMISSÃO TÉCNICA.

Artigo 06 – Fica estipulada a data de 01/09/2016 como data limite para a entrega da documentação necessária para inscrição.

Artigo 07 – Cada equipe poderá inscrever no mínimo 10 (dez) e máximo de 20 (vinte) atletas filiados a atlética da universidade inscrita, sendo permitida a inscrição de 1(hum) atleta com formação em odontologia e 01 (hum) atleta sem qualquer tipo de vínculo com alguma universidade de odontologia e/ou formação nessa área.

Artigo 08 – Não será permitida a inscrição de atletas menores de 16 anos. De 16 à 18 anos incompletos, será necessário, autorização do(s) pai(s) ou responsável(is). Atletas acima de 50 anos, somente com autorização médica original, devidamente carimbada. (Não será aceito cópia).

Artigo 09 – A equipe deverá ser composta também por 1(hum) treinador e poderá ter no seu elenco além do treinador, 1(hum) auxiliar técnico, 1(hum) médico e/ou massagista devidamente regulamentado pelo seu órgão de classe.

Artigo 09 – O dirigente, massagista, médico, auxiliar técnico, treinador, dessa maneira inscrito na Competição, não poderá atuar como atleta, assim como atletas assim inscritos, não poderão atuar como membros da comissão técnica.

 Artigo 10 – Será fornecido pela DENTAL CREMER, todo o uniforme completo (20 camisas, 20 calções e 20 pares de meias) para disputa da competição. Cabe somente a DENTAL CREMER e/ou comissão organizadora, a escolha do modelo e da(s) tonalidade(s) de cor(es) do uniforme de cada equipe;

Artigo 11 – O uniforme PREDOMINARÁ as cores de cada atlética, mediante envio dessa informação e confirmação junto à comissão organizadora;

  • 1 – Serão disponibilizados 16(dezesseis) uniformes de cores e tonalidades diferentes as equipes.
  • 2 –Em caso de escolha de mesma cor/tonalidade por uma ou mais equipes, será respeitado a escolha da(s) cor(es) por ordem de inscrição no torneio, quando essa for confirmada pela comissão organizadora;

 

V – DA DOCUMENTAÇÃO

Artigo 12 – A documentação obrigatória para atletas e membros da comissão técnica será documento ORIGINAL com FOTO com validade máxima de 10 anos, conforme a lei federal 7.116/1983. Serão aceitos válidos como esse tipo documento: RG, CNH, Passaporte, CTPS e Documento Oficial da Classe que o inscrito representa. Carteira da universidade não será aceita como esse documento.

Artigo 13 – Os atletas inscritos como universitários, deverão apresentar juntamente com o documento acima, a carteira da universidade válida.

  • 1 – A não apresentação dos documentos acima, impede a entrada no local de jogo, bem como sua participação na partida, de atletas, técnicos e dirigentes. Isso é uma questão irrevogável.
  • 2 – Qualquer irregularidade em documentação observada antes, durante ou após o jogo pelo representante da DENTAL CREMER, implicará na eliminação da equipe, pelo atleta representada, a perda do jogo em questão, e a classificação da equipe adversária derrota na partida.
  • 3 O atleta inscrito como cirurgião dentista, deverá apresentar o CRO válido.

 

VI – DA COMPETIÇÃO

Artigo 14 – A COPA DENTAL CREMER 2016 será regido pelas regras oficiais da modalidade e por este regulamento.

  • 1 – Será desprezada qualquer regra em contrário.

Artigo 15 – Os jogos serão disputados na PLAYBALL POMPÉIA, localizada a Rua Nicolas Bôer 66, Barra Funda SP. Fone: 3611-5518.

  • 1 – As equipes deverão estar, uniformizadas e devidamente documentadas, na entrada do portão de acesso da sua partida 05 (cinco) minutos antes do término da partida anterior.
  • 2 – A Comissão Organizadora do evento não se responsabiliza por eventuais atrasos devido ao prolongamento de outros jogos.

 Artigo 16 – A duração das partidas será de 40 (quarenta) minutos, divididos em dois tempos de 20 (vinte) minutos, com intervalo de 05 (cinco) minutos.

Artigo 17 – Será disponibilizado 1 (uma) bola da modalidade em condições de uso por equipe para utilizar antes e durante as partidas.

 Artigo 18 – A tarja de capitão é obrigatória para o início da partida e sua continuação.

Artigo 19 – Será observada tolerância de 10 (dez) minutos apenas para os jogos com início às 8h do dia de disputa.

  • 1 – Para o início das demais partidas a tolerância será de apenas 05 minutos após o término do jogo anterior.

Artigo 20 – Não será em hipótese alguma permitida apresentação de documentação posterior ao jogo. Os atletas, dirigentes e comissão técnica não participarão da partida na constatação da falta da documentação original ou autenticada no local do evento.

  • 1 – Serão considerados perdedores por WO os seguintes casos:

01- Não comparecimento da equipe uniformizada, equipada e documentada no horário marcado para a realização dos jogos após o prazo de tolerância;

02 – A equipe apresentar-se com menos de sete atletas para início do jogo;

03 – A equipe apresentar-se uniformizada, mas sem a documentação oficial para o evento;

04 – A equipe que não se apresentar devidamente uniformizada;

05 – A equipe que provocar WO perderá por 02 x 00.

Artigo 21 – Serão oferecidos troféus e 20 medalhas para o campeão, vice-campeão e 3º lugar, além de troféu para artilheiro e goleiro destaque à ser escolhido pela comissão organizadora do evento.

  • 1: O artilheiro será o atleta que marcar mais gols em toda competição. Havendo empate na soma de tentos, será premiado o atleta da equipe melhor colocada na competição, caso o empate seja entre atletas da mesma equipe a premiação ficará com o atleta universitário, caso haja empate, será premiado o atleta mais velho.
  • 2: A comissão organizadora se reserva no direito de instituir premiações extras.

 

VII – DOS RECURSOS

Artigo 22 – Serão aceitos recursos de quaisquer equipes, mediante comprovação da contestação, até 20 (vinte) minutos após o término da partida em questão. Após esse tempo, não serão aceitos nenhum tipo de contestação, independentemente de qualquer questionamento da equipe solicitante.

Artigo 23 – Não caberão recursos contra as decisões de a

 

VIII – DAS PENALIDADES E PUNIÇÕES:

Artigo 24 – Estará eliminada a equipe onde qualquer participante inscrito, atleta ou comissão técnica, não estar em condições regular as que estão dispostas nesse regulamento ou a qualquer condição imposta pelas regras da modalidade;

Artigo 25 – Estará eliminada a equipe onde qualquer participante inscrito, atleta ou comissão técnica, dentro ou fora do campo de jogo, que provocar tumulto, briga, confusão, envolvendo uma ou outras pessoas de outras equipes;

 Artigo 26 – Estará eliminada a equipe onde qualquer pessoa que se comprove seu envolvimento com essa equipe, dentro ou fora do campo de jogo, que provocar tumulto, briga, confusão, envolvendo uma ou outras pessoas de outras equipes;

Artigo 27 – Os atletas e membros da comissão técnica que receberem 02 cartões amarelos estarão automaticamente suspensos do jogo seguinte, caso a equipe se classifique.

Artigo 28 – Os atletas e membros da comissão técnica, que receberem cartão vermelho, estarão automaticamente suspensos do jogo seguinte, passível de punição maior de acordo com a comissão organizadora.

Artigo 29 – Os atletas e membros da comissão técnica, que receberem 2 (dois) cartões vermelhos, estarão automaticamente eliminados da competição.

Artigo 30 – A equipe é responsável por todo e qualquer ato de indisciplina ou hostil de sua torcida, sendo até possível a eliminação da competição;

Artigo 31 – Atos de intolerância, bullying e racismo, são completamente abominados por essa comissão organizadora e a equipe se responsável por todo e qualquer ato desse tipo, sendo até possível a eliminação da competição, comprovando o vínculo do(s) envolvido(s) com a equipe;

Artigo 32 – As arbitragens serão realizadas por árbitros e representantes ligados a Confederação Brasileira de Soccer Society e estarão a cargo da comissão organizadora.

Artigo 33 – Cabe as equipes estarem no local dos jogos em seus horários conforme tabela.

  • 1º – As punições serão feitas de acordo com os relatórios dos oficiais de arbitragem, delegados, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela e enquadrado nos Artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva CBJD.
  • 2º – Todas as pessoas devidamente registradas nessa competição, são passíveis de punição estando ou não dentro de campo, basta estar na praça esportiva para se tornar passível de punição a qualquer momento;

Artigo 34 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica que desrespeitar e reclamar por gestos ou palavras hostis e grosseiras, ofender moralmente oficiais de arbitragem, delegados, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela.

Artigo 35 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada, que partir as vias de fatos contra os oficiais de arbitragem, delegados, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela.

Artigo 36 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada , assumir nas praças de desportos, atitude inconveniente ou contrária à moral desportiva, em relação a componentes de sua equipe, equipe adversária, ou em relação à entidade organizadora e seus dirigentes.

Artigo 37 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada, praticar via de fatos contra companheiros de equipe ou componente de equipe adversária.

Artigo 38 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada, participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a competição.

 Artigo 39 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada , manifestar-se de forma desrespeitosa ou ofensiva contra membros da comissão organizadora, ou ameaçá-los de mal injusto e grave.

Artigo 40 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada, que invadir o campo antes, durante o intervalo ou depois do jogo, com o propósito de ofender, discutir, tirar satisfações com os oficiais de arbitragem, delegado, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela.

Artigo 41 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada , que tentar(em) agredir oficiais de arbitragem, delegado, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela.

Artigo 42 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada, por praticar ato de hostilidade contra o adversário;

Artigo 43 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada, que proceder de forma desleal ou inconveniente durante a competição.

Artigo 44 – Serão eliminados atletas e/ou membros da comissão técnica e a equipe por ele(s) representada, que dirigir-se aos oficiais de arbitragem após o jogo terminado ainda dentro do campo, para reclamações, satisfações ou atitudes antidesportivas.

  • – O enquadramento será feito pelo quadro de representante legais da comissão organizadora ou pela Comissão Justiça Disciplinar ou advogados destas entidades ou Junta Disciplinar Desportiva para fins específicos desta competição.

 

IX – DISPOSIÇÕES FINAIS

Artigo 45 – Será realizado pela comissão organizadora, um evento pré competição, nomeado “CONGRESSO TÉCNICO” para que as equipes envolvidas, sejam colocadas a par de todas as normas e regulamentações impostas pela competição e entrega das regras vigentes utilizadas pela Confederação Brasileira de Soccer Society;

Artigo 46 – A DENTAL CREMER e sua comissão organizadora, não se responsabilizará por acidentes ocorridos nos locais de competição, bem como por danos causados a terceiros, porém fará tudo para amenizá-los;

Artigo 47 – A DENTAL CREMER e sua comissão organizadora, não se responsabilizará por bens e pertences deixados no campo de jogo e na praça de disputa;

Artigo 48 – A tabela oficial é parte integrante deste regulamento;

Artigo 49 – Todos os casos não previstos neste regulamento serão analisados e julgados pela comissão organizadora do evento, no ato de sua ocorrência;

Artigo 50 – Este regulamento entra em vigor a partir desta data e revoga as disposições em contrário.